A cirurgia de cabeça e pescoço é a especialidade cirúrgica que trata dos tumores benignos e malignos da região da face e do pescoço. Isso inclui: as fossas nasais, os seios paranasais, boca, a faringe, a laringe, a tireoide, as glândulas salivares, os tecidos moles do pescoço, a paratireoide, tumores do couro cabeludo e os linfonodos (gânglios) cervicais.

Esse campo de atuação necessita de uma especialização de dois anos, com pré-requisito de formação em cirurgia geral. O especialista em cirurgia de cabeça e pescoço é regulamentado e reconhecido pela Associação Médica Brasileira e tem como campo de atuação a subespecialidade chamada cirurgia crânio-maxilofacial, tratando doenças específicas do esqueleto crânio-facial.

Na esfera dos procedimentos diagnósticos feitos pelo cirurgião de cabeça e pescoço, fica em destaque a naso-faringolaringoscopia, exame que avalia lesões na região das narinas, boca, garganta (faringe), laringe e cordas vocais.

Das cirurgias de cabeça e pescoço mais realizadas por esse profissional, podemos nomear as tireoidectomias, cirurgias de glândulas salivares, traqueostomias, ressecção de tumores da boca, laringectomias e linfadenectomias cervicais.

O tratamento dos tumores da região da cabeça e pescoço é extremamente complexo. Necessita de uma avaliação multidisciplinar com Oncologista Clínico, Radioterapeuta e Cirurgião de Cabeça e Pescoço. A indicação e execução de cirurgias nesta área envolve extrema habilidade técnica pois, de um lado é necessário a remoção de toda a lesão cancerígena por outro, esses procedimentos podem causar sequelas funcionais e estéticas graves. Isso demanda muito conhecimento do cirurgião de cabeça e pescoço não só na área de resseção de tumores como também na cirurgia reconstrutora crânio-facial.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar